Show simple item record

dc.contributor.advisorGuimarães, Geovan Martins
dc.contributor.authorLuiz, Carolina Porto
dc.coverage.spatialTubarão, SC.pt_BR
dc.date.accessioned2021-06-09T19:10:22Z
dc.date.available2021-06-09T19:10:22Z
dc.date.issued2020pt_BR
dc.identifier.urihttp://www.riuni.unisul.br/handle/12345/12507
dc.description.abstractA região sul catarinense contém uma história datada de 11 mil anos, trata-se de sítios arqueológicos de diferentes tipologias, como: Caçadores-coletores, sambaquieiros, guaranis e jês. Conhecer esse patrimônio é muito importante num processo de reconhecimento da memória das populações indígenas que viveram nessa região, como também num processo de sensibilização e preservação dos patrimônios arqueológicos existentes. As atividades de educação patrimonial são medidas realizadas que visam a discussão, difusão, valorização e construção do conhecimento acerca dos patrimônios culturais. A presente pesquisa busca analisar se as atividades de educação patrimonial causam impacto na comunidade escolar de modo a sensibilizar os estudantes na valorização, preservação e difusão do patrimônio arqueológico do município de Passo de Torres-SC. A pesquisa é de caráter exploratório, com abordagem qualitativa, a fim de compreender através de questionários prévios e posteriores as atividades educativas desenvolvidas com as turmas do sexto ano, o processo de construção de pensamento e conhecimento acerca dos povos indígenas na região de Passo de Torres- SC. Para a fundamentação teórica foram utilizados os autores: Campos (2018), D’aléssio (2012), Farias (2010), Kneip, Farias e Deblasis (2018), Santos, Pavei e Campos (2016), Zamparetti (2014). Os resultados da pesquisa foram positivos, observou-se com base nas análises de dados uma maior percepção dos estudantes sobre o patrimônio, em que começam a conhecer quais povos indígenas viveram no município e quais sítios arqueológicos a região possui. Dessa forma, é notória a importância desse estudo para a região, uma vez que as práticas de educação patrimonial instigam o contato e interação das pessoas com o seu patrimônio, essas medidas devem ser cada vez mais dinâmicos, baseadas em um processo sistemático de difusão do patrimônio, pois esse contato, construção de conhecimento e valorização são fundamentais para preservação e memória dos patrimônios culturais e história local.pt_BR
dc.format.extent43 f.pt_BR
dc.language.isopt_BRpt_BR
dc.relation.ispartofHistória - Tubarãopt_BR
dc.rightsAttribution-NonCommercial-NoDerivs 3.0 Brazil*
dc.rights.urihttp://creativecommons.org/licenses/by-nc-nd/3.0/br/*
dc.subjectEducação patrimonialpt_BR
dc.subjectPatrimônio arqueológicopt_BR
dc.subjectPasso de Torrespt_BR
dc.titleEducação patrimonial para estudantes do município de Passo de Torres- SC: uma análise da percepção acerca da valorização preservação e difusão do patrimônio arqueológico.pt_BR
dc.typeArtigo Científicopt_BR
dc.subject.areaCiências Humanaspt_BR


Files in this item

Thumbnail
Thumbnail

This item appears in the following Collection(s)

Show simple item record

Attribution-NonCommercial-NoDerivs 3.0 Brazil
Except where otherwise noted, this item's license is described as Attribution-NonCommercial-NoDerivs 3.0 Brazil

Mantido pela
Unisul
Plataforma
DSpace
Desenvolvido por
Digital Libraries
Licenciamento
Creative Commons