Show simple item record

dc.contributor.advisorBatistela, Kellyn
dc.contributor.authorBortolozzo, Camila
dc.coverage.spatialFlorianópolis - SCpt_BR
dc.date.accessioned2018-02-26T16:02:43Z
dc.date.available2018-02-26T16:02:43Z
dc.date.issued2017pt_BR
dc.identifier.urihttp://www.riuni.unisul.br/handle/12345/4688
dc.description.abstractA presente pesquisa procura analisar o Hip Hop, que possuí dentro de si diversas tipologias visuais e artísticas, como o break, graffiti, DJ, MC que são movidas por uma vertente ideológica. A moda é considerada uma linguagem visual que faz uma correlação com todos os demais elementos presentes dentro deste movimento. Então, compreende-se como foi formado pela cultura de rua e se constituiu dentro da sociedade moderna por meio do seu DNA que tem formação nos Estados Unidos. Desta maneira, transmite suas características para dentro do cenário brasileiro, onde conseguiu assumir um hibridismo quando unido aos elementos que compõem a cultura desta etnia. Para isto, é feita análise a marca LAB (Laboratório Fantasma), que consegue comprovar esta miscigenação do Hip Hop no Brasil.pt_BR
dc.format.extent92 f.pt_BR
dc.language.isopt_BRpt_BR
dc.relation.ispartofTecnólogo em Design de Moda - Florianópolispt_BR
dc.rightsAttribution-NoDerivs 3.0 Brazil*
dc.rights.urihttp://creativecommons.org/licenses/by-nd/3.0/br/*
dc.subjectHip Hoppt_BR
dc.subjectCultura visual de ruapt_BR
dc.subjectLAB (Laboratório fantasma)pt_BR
dc.titleA rua como mecanismo de apropriação estética: a narrativa visual da música, da arte e da moda no Hip Hoppt_BR
dc.typeMonografiapt_BR
dc.subject.areaLinguística, Letras e Artespt_BR


Files in this item

Thumbnail
Thumbnail
Thumbnail

This item appears in the following Collection(s)

Show simple item record

Attribution-NoDerivs 3.0 Brazil
Except where otherwise noted, this item's license is described as Attribution-NoDerivs 3.0 Brazil

Mantido pela
Unisul
Plataforma
DSpace
Desenvolvido por
Digital Libraries
Licenciamento
Creative Commons